Marta Neves é do Porto e compete no Campeonato Regional de Ralis em Portugal

Marta Neves é uma piloto do Porto que representa a classe feminina num mundo que, tradicionalmente, associa a prática desta modalidade quase que, por exclusivo, aos homens. A paixão pelo desporto motorizado vem já desde tenra idade, mas, na altura, a competição ficava-se pelos passeios de bicicleta que fazia à porta da fábrica da qual o seu pai era proprietário ou por corridas de carros de rolamentos por entre os corredores e móveis que estariam no interior do armazém.

Aprendeu a conduzir com 13 anos, mas foi Artur Ferreira, amigo de longa data, que, sabendo da sua paixão pela condução de automóveis desportivos, a apresentou a José Janela, considerado um dos melhores navegadores portugueses. A sua primeira oportunidade surgiu em fevereiro de 2006 na estreia do Rali de Montelongo, em Fafe, num VW Polo. Desde então nunca mais parou. Conduziu um Citroen Saxo na equipa Lançosport, passou pelo Fastbravo num Peugeot 2016 GTI e, com este, conquistou o título de Campeã Nacional Open de Ralis em 2009 e foi consagrada no IV Rali de Gondomar.

Conciliar a vida desportiva com a profissional nunca foi fácil, o que a obrigou a um interregno, até que, em 2013, incentivada por Capela Morais, participou no Rali Cam (Circuito de Braga) num Peugeot 306 GTI. Segundo palavras da Marta Neves, o “bichinho renasceu” e, em 2014, fez o Campeonato Inter-Municípios pelo Team Baia, onde foi vice-campeã. Em 2015 comprou o seu próprio carro de corrida e foi Campeã da Taça Ralis de Asfalto Classe X1.

Como piloto e mulher, Marta Neves constatou que nem sempre os potenciais patrocinadores sabem que existem pilotos femininos a praticar a modalidade. Contudo, conseguiu provar o seu valor, o que lhe valeu o apoio de marcas como a Lumitec, Clínica Sete Caminhos, Jorge Amortecedores e Queijos Casa Matias.

No final do dia de treinos em Fafe para preparar a prova de Santo Tirso, a piloto confessou que o rali que mais gostava de fazer era o Rali Gondomar É D`Òuro, na Lomba, e que o carro que mais gostava de conduzir, se tivesse oportunidade, seria o Citroen DS3 WRC.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s