Parque de S. Roque vai ter centro de exposição de arte contemporânea

A Câmara Municipal do Porto e a Associação Vivercidade – Associação para Promoção da Arte, que recebeu, a título de empréstimo, cerca de 500 obras de arte contemporâneas cedidas por Pedro Torcato Alves Ribeiro,  estabeleceram, através de um protocolo oficial, a cedência, por 15 anos, da Quinta da Lameira e respetiva área circundante, inserida no Parque de S. Roque.

O compromisso, por parte da Associação Vivercidade – Associação para Promoção da Arte, de proceder à reabilitação de um edifício, o Palacete Ramos Pinto, que combina elementos do final do séc. XVIII com vários outros do século XIX, e de ter as obras concluídas até ao final de 2019, foi a melhor forma, de acordo com a Câmara Municipal do Porto, de garantir a criação de um novo pólo de atração na zona Oriental da cidade.

Com uma avaliação total de 1 milhão de euros, o edifício teria estipulada uma renda anual de 42.630 euros, mas, na proposta que Rui Moreira irá apresentar ao executivo, o atual presidente da Câmara Municipal do Porto alega que o interesse público pode determinar um apoio anual de 40.630 euros, o que colocaria a renda nos 2 mil euros pela cedência do espaço.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s