“A Festa” dos 30 anos de carreira de Paulo Ribeiro chega ao TNSJ

A Festa (da insignificância), estreada em novembro do ano passado, celebra também as duas décadas de criação da companhia Paulo Ribeiro.

Paulo Ribeiro está intimamente ligado à história do Teatro Nacional São João (TNSJ), no Porto. Além das várias peças coreográficas que já foram apresentadas na Casa de teatro portuense, o coreógrafo comissariou também o ciclo Dancem!nas edições de 1996, 1997 e 2009. A partir de quinta-feira, dia 18 de fevereiro, Paulo Ribeiro regressa ao TNSJ com A Festa (da insignificância), um espetáculo que celebra os 30 anos de carreira enquanto coreógrafo e duas décadas da companhia de nome próprio.

A Festa (da insignificância) leva até ao palco 10 bailarinos que, embalados pelas sonoridades brasileiras de Tom Zé, pelo american pop de Ben Harper e pelas propostas contemporâneas de Matthew Shlomowitz, apresentam movimentos perpétuos que são provocatórios, felizes, humanos, sensuais e individuais. Para Paulo Ribeiro, o espetáculo – cujo nome é inspirado no mais recente livro de Milan Kundera – era uma vontade de “festejar para dar corpo às motivações interiores e secretas. Dar corpo à utopia, à expectativa, à vontade de criar uma plataforma de entendimentos e cumplicidade”.

A coreografia é ainda uma homenagem à partilha, cumplicidade e harmonia em três versos: entre o coreógrafo e os bailarinos, entre os bailarinos e entre o público e os bailarinos. Em A Festa (da insignificância) joga-se com a noção de coletivo, mas sem “negar” as diferenças individuais entre intérpretes. Sobre os motivos pelos quais decidiu criar este espetáculo, no momento em que terminava a viagem a solo de Sem um tu não pode haver um eu, o coreógrafo admite: “precisava de voltar a sentir aquela coisa solar, de ser latino, de me deixar levar pelo instinto, de seguir embalado pelas sensações”.

A Festa (da insignificância) – que se estreou em novembro do ano passado, em Lisboa – é uma coprodução entre Companhia Paulo Ribeiro, Théâtre National de Chaillot, Scène National de Besançon, Teatro Viriato, Câmara Municipal de Viseu, TNSJ e tem o apoio da Companhia Nacional de Bailado. O espetáculo pode ser visto até sábado, dia 20 de fevereiro, sempre às 21h00. O preço dos bilhetes varia entre os 7,50 euros e os 16 euros.

Fonte: Teatro Nacional São João

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s